Domingo, 31 de Agosto de 2008

Migalhas

Não digas nada, dá-me só a mão. Palavra de honra que não é preciso dizer nada, a mão chega. Parece-te estranho que a mão chegue, não é, mas chega. Quantos são hoje? Nunca sei às que ando, confundo tudo, perco-me sempre, os dias, as horas

 

 Dás-me licença que te beije? Não? Não te vás embora ainda, deixa-te estar. Apesar de tudo passámos um bocado agradável, não foi? A mim agradou-me. Gosto do teu cheiro. Se te apetecer voltar toca a campainha três vezes e carrego naquele botão que abre a porta da rua. E se me avisares com antecedência compro um bolo. Quando não estiveres cá e me sentir sozinho como as migalhas que sobrarem. Vou contar-te um segredo: há alturas em que as migalhas ajudam.

 

António Lobo Antunes

publicado por Filipa Monteiro às 22:51
link do post | comentar | favorito

.Quem sou eu?? Eu!

.pesquisar

 

.Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
29
30
31


.posts recentes

. ...

. stupid boy

. Amanhecer

. ...

. Como eu te quero...

. Chega de Saudade - Viníci...

. Faz Assim - Sorriso Malan...

. shrek - My Boy Lollipop

. Migalhas

. Quantas cores o vento tem

.arquivos

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

.links

.os meus visitantes

Locations of visitors to this page
Besucherzahler russian brides
website counter

.blog.com.pt

Estou no Blog.com.pt
blogs SAPO

.subscrever feeds